Resenha: Champagne Supernovas


Título: Champagne Supernovas
Ano: 2015
Autor: Maureen Callahan
Editora: Fábrica 231 (Rocco)

Descrição: Os anos 1990 mudaram radicalmente o mundo da moda. Em Champagne Supernovas, a jornalista Maureen Callahan pega emprestado o título de uma canção da banda Oasis que também se tornou símbolo da época para mostrar como as noções tradicionais de beleza e estilo se transformaram neste período, dando lugar a novas formas de criar e consumir produtos. Focado nas histórias da modelo Kate Moss e dos estilistas Marc Jacobs e Alexander McQueen, o livro retrata o momento em que o alternativo virou mainstream, transformando-se em um grande negócio. Repleto de histórias de bastidores, o livro mostra o lado humano de três gênios rebeldes que se tornaram ícones da moda e retrata um período em que a cultura alternativa esteve em ebulição, com uma narrativa carregada de energia. (Fonte: Livraria Saraiva)

 Minha visão sobre o livro:

A década de 90 foi responsável por transformar o que era alternativo em cool e diversos personagens foram responsáveis por isso, dentre eles a modelo Kate Moss e os estilistas Alexander Mcqueen e Marc Jacobs.
Três artistas fora dos padrões da moda que tiveram seu talento posto à prova.

No livro é possível ver como as drogas eram introduzidas dentro desse universo e o aumento do contágio do vírus HIV.
Champagne Supernovas mostra que a cultura de sexo, drogas e rock 'n roll não ficava apenas na música. 

Mcqueen, Moss e Jacobs eram festeiros, viciados em cocaína, álcool e outras drogas. Não tinham limites, mas eram extremamente talentosos e populares. Nesse meio, era apenas o que importava.
Apesar de não ter entrevistado os principais personagens do livro, Maureen conta com o depoimento de amigos e pessoas próximas e expõe a vida complicada por trás de todo sucesso dos três personagens
Uma vida cheia de superficialidade onde não se sabia quem realmente podia ser chamado de amigo.

O livro fala também sobre amadurecimento, superação, derrotas e vitórias. É uma lição para aqueles que acreditam que quem vive de moda não trabalha, não sofre pressão e vive uma vida fácil.

Não é uma história com final feliz, é uma história real.

Recomendo a leitura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário